segunda-feira, 1 de junho de 2009

Microprocessadores vs Microcontroladores


Os Microcontroladores vieram depois dos Microprocessadores. Eles surgiram devido à complexidade e a grande demanda de materiais para criar um Microprocessador. Um simples Microprocessador pode conter milhões de transistores, que são usados para diversos fins: registradores, conversores, contadores, timers, etc. Mas mesmo com tamanha capacidade de processamento, os Microprocessadores não possuem os dispositivos básicos pra o funcionamento de um sistema, ficando assim longe de ser um computador completo.

É nesse ponto que entram os Microcontroladores! Após ter o problema nas mãos, a pessoa contrói um dispositivo que atenda ao tal. Ex. (Simplificado): Para se monitorar uma porta que se abre ao detectar alguém, é necessário um Microcontrolador com uma entrada para o sensor e uma saída que ativará o motor da porta. Uma vez que em um Microcontrolador as memórias RAM e ROM, conversores AD (Analógico/Digital), RTC (Timer), controladores Serial e/ou USB e a CPU estão em um mesmo Bloco, a utilização do mesmo para a solução do nosso problema se torna trivial.
O fato de ter tudo em um mesmo Bloco ajuda na portabilidade, economia e manutenção do mesmo. Como na maioria das vezes os problemas requerem soluções simples, não há necessidade de uma grande capacidade de processamento, podendo utilizar CPUs mais baratas. A manutenção nos Microcontroladores é menos custosa, na parte de hardware, como os circuitos são menores esses se tornam mais simples de serem trocados ou reparados. Na parte de software, basta resetar o que já estava rodando no Bloco e inserir um novo código, pra isso existem algumas boas IDEs no mercado hoje em dia.

Alguns sites de microcontroladores:
http://www.freescale.com/
http://www.arm.com/
http://www.microchip.com/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Microcontrolador
http://focus.ti.com/mcu/docs/mcuhome.tsp


Artur Gontijo.

Um comentário:

  1. Ah mulek, Bzóides na veia...
    Esperando o próximo post =)

    ResponderExcluir